Aprenda Exercicios de Pilates para Iniciantes

Iniciação à prática

 
Iniciação à prática

A técnica de pilates permite-lhe controlar a sua aptidão física e decidir quando e onde se quer exercitar. Mas, não tendo acompanhamento de um professor que supervisione a sua prática, é importante acautelar a segurança.

É fácil praticar Pilates em casa. Todavia, deverá ter algumas precauções antes de iniciar a prática. Salvaguarde os seguintes aspetos relativos á sua saúde e circunstância de vida:
• Local da prática de Pilates
• Idade e estado geral de saúde
• Gravidez
• Doenças menores

Tem menos probabilidades de se lesionar se fazer uma sessão de aquecimento antes de praticar Pilates. Uma caminhada rápida q curta na rua, ou uns minutos a andai no local da prática de Pilates, são boas maneiras de se aquecer.

Aviso – Os exercícios propostos neste livro foram elaborados no pressuposto de que o leita é saudável. Se suspeitar de alguma doença, consulte um médico. Os editores e o autor não podem, a curto ou longo prazo, ser responsabilizados por quaisquer do leitor.

O local
O loca onde fazemos exercícios é um fator decisivo para os efeitos de qualquer desporto. No caso da técnica de Pilates é importante que escolha um ambiente quente, de modo a não sentir frio ou tensão no corpo. Não se exercite, contudo na exposição direta ao Sol, na rua ou em frente a uma janela, ou perto de um aparelho elétrico, que aqueça artificialmente O corpo. Opte por um local arejado e sem correntes de ar.

Não precisa de equipamentos especiais para praticar Pilates em casa. Procure, porém, exercitar-se num local cómodo e com luz. Para se manter quente, deite-se num tapete ou em cima de uma toalha dobrada.

Idade e estado de saúde
Relativamente à sua idade e ao seu estado de saúde, antes de iniciar a prática, é importante consultar um médico, ou um professor de Pilates, se responder afirmativamente a pelo menos uma das seguintes perguntas:
• É muito jovem ou idoso?
A técnica Pilates é indicada para pessoas de todas as idades, porém, confirme primeiro se não se encontra num dos limites da faixa etária .
• Tem diabetes?
• Sofre de doença cardíaca ou pulmonar?
• Toma algum medicamento que possa colocá-lo em risco durante o exercício físico?
• Se está na pós-menopausa, tem dores ou afrontamentos que possam indiciar osteoporose?
• Tem algum inchaço ou inflamação nos músculos e/ou articulações?
• Padece de alguma doença ou lesão que torne os seus músculos e/ou articulações instáveis, por exemplo, artrite, rutura de ligamentos ou luxações?
• Costuma sentir dores agudas durante o período menstrual?
Caso responda sim, muito provavelmente inclui-se num grupo de risco Não deve praticar Pilates se tem qualquer sintoma menstrual, como dor nas costas, dores de cabeça ou astenia

Nenhuma destas situações é um fator imediato de exclusão Algumas significam apenas que deve evitar certos exercícios que possam agravar uma maleita física.

Gravidez
A gravidez não é uma doença. Desde que se sinta bem, consiga movimentar-se com facilidade e não esteia prestes a entrar em trabalho de parto, não existe nenhuma razão para não praticar Pilates. Caso sinta receio, consulte um médico.

Doenças menores
Não tente curar doenças menores com a técnica de Pilates. Esta regra é válida para todas as formas de exercício e particularmente importante nos casos de viroses na garganta, no tórax, e infeções das glândulas que afetem o sistema muscular. Nestas situações, aguarde pelo menos duas semanas para voltar a praticar Pilates.



Prática em segurança

Posted by AprenderPilates in Iniciação à prática

Demore uns momentos a perceber como se sente antes, durante e apos a prática de Pilates. Conseguirá assim atender às necessidades do corpo e perceber se o programa de exercícios é eficaz e seguro. Isto fará também com que aumente a perceção geral do sou…